sábado, 22 de junho de 2013

O medo.

"Eu tenho medo, sabe? Quando gosto muito de alguém. E tipo, qualquer forma de gostar, amizade, paixão, amor. Sempre que eu gosto muito de alguém, eu sinto medo. Nem todo mundo entende isso. E também acho que ninguém é obrigado a entender mesmo. Coisa minha. E não é duvidar, claro que não. Sei que tu gosta mesmo de mim."
 
 
 

2 comentários:

Arlan Souza disse...

É natural! Eu sou tão cético que sou capaz de olhar pro alto e perguntar pra Deus c é piada ou é real mesmo.
O medo me assombra sempre que estou acompanhado, uma sensação de impotência diante das atitudes e escolhas do outro.
Enfim, amar envolve confiar, arriscar, perder e ganhar.
Boa sorte.

Édipo disse...

Não tenha medo do futuro ou de amar e ser amado.
Faço o "amor" rolar.